quarta-feira, 26 de agosto de 2009

A primeira visita




Como não podia deixar de ser, enquanto eu recuperava no recobro contigo e com o papá ao nosso lado, em casa os manos esperavam ansiosamente por te poder ir conhecer. Assim como os avós, que estavam com eles e que aguardavam o telefonema do papá a avisar que os ia buscar.
Mas como a cesariana foi com anestesia geral, demorei muito tempo a sentir as pernas e apesar de nasceres às 12.33h, só subi para o quarto quase às 19h.
O quarto era de duas camas, mas era eu a única. Fiquei ao lado da janela, com uma linda vista para o rio Tejo. O papá depois de nos ajudar a instalar, foi a correr buscar os manos, que os avós tiverem de esperar pelo dia seguinte para te irem conhecer.
Ao fim de um bocadinho, que o hospital ficava perto de casa, lá chegaram os manos, ansiosos e ficaram deliciados a olhar para ti, tão pequenino na tua caminha e fruto das tecnologias, tiraram-te fotos com os telemóveis, acharam-te lindo e acho que por eles, ficavam a passar a noite ali connosco.
A muito custo, ao fim de algum tempo, lá foram embora, desejosos de voltar no dia seguinte, e nós, ali ficámos os dois, sózinhos, na nossa primeira noite lado a lado, contigo fora da minha barriga.
Adoro-te meu princepezinho

1 comentário:

  1. olá
    que linda história de amor :)
    tive o meu tomás há quase 3 mesinhos, e ainda me emociono ao ler historias assim como a minha.
    um beijinho ao dinis e parabens aos papás

    ResponderEliminar